Como imigrar para o Canadá? – BAGATELLE Como imigrar para o Canadá? –
Sem Categoria

Como imigrar para o Canadá?

3 min

Está pensando em construir sua vida no Canadá? Então esse texto é para você!
Confira algumas dicas e informações necessárias para começar o processo de imigração para o país!
Em primeiro lugar, é importante ressaltar que existem diferentes tipos de visto para a entrada no país. O mais comum deles, e o mais famoso, é o Express Entry.

Tipos de visto

Citado logo acima, o Express Entry é o visto pelo qual a maioria dos imigrantes opta. Ele é baseado em um ranking de requerimentos e pode chegar a 1.200 pontos. Quanto maior o número atingido por quem está começando o processo do visto, maior a chance de ser aceito para os próximos passos, sendo a base deste “teste” elementos como idade, proficiência nos idiomas oficiais, experiência de trabalho, currículo acadêmico e situação financeira.

Além do Express Entry, outras opções como os Pilot Programs (Programas Pilotos) e Provincial Nominees (Selecionados Provinciais) são possibilidades que valem a pena pesquisar.
O mais importante na hora de aplicar para um visto é entender dentro de qual perfil você está! Vale a pena ressaltar também que a mudança de visto – uma vez que já se está no país – é bem mais difícil de ser aceita que a aplicação, por isso, pense com cuidado.

Para descobrir exatamente quais são seus objetivos e como realizá-los, é necessário planejar com antecedência. Uma série de documentos e comprovações são exigidas e esse processo, por si só, demanda um certo tempo. Para te ajudar no preparo, separamos alguns itens fundamentais nessa jornada.

 

  1. Validação do diploma

Algumas instituições fazem esse serviço, dê uma pesquisada antes para entender melhor sobre essa necessidade. O maior problema acontece quando o diploma, com validade no território nacional, não é compatível com os parâmetros de ensino ou matérias essenciais com os diplomas do país em questão.

 

  1. Teste de proficiência em línguas

O inglês é o mais importante? Sim. Mas nem por isso não é preciso saber um pouco de francês. Algumas universidades dão aulas em ambos os idiomas e, para alguns vistos, a aplicação deve ser feita comprovando um nível pelo menos intermediário na última. Confira quais provas precisam ser realizadas antes de qualquer coisa e estude segundo os requerimentos específicos!

 

  1. Histórico profissional e estudantil

Você trabalha com portfólio? Então prepare-se para traduzi-lo para o inglês e até para o francês. Alguns documentos como cartas de recomendação, currículo, históricos e outros mais podem ser solicitados nas línguas oficiais do Canadá. E, fique atento, há a possibilidade de que a certificação de um tradutor oficial seja exigida antes que algo seja enviado à embaixada ou consulado.

 

  1. Seja organizado

Com certeza, um dos maiores obstáculos de todo o processo de imigração para o Canadá é a desorganização. Do consulado até a própria viagem, diversos documentos (em diferentes línguas) são requisitados. Deixe tudo o mais certinho possível em pastas acessíveis, baixe no celular, guarde cópias e envie o máximo de coisas para um email pessoal. É melhor estar prevenido do que sofrer um imprevisto, certo?

 

  1. Detalhe (e comprove) todas as informações ao máximo

Dados bancários, impostos de renda, endereços de onde vai passar, passagens aéreas e cartas do emprego ou universidade serão pedidos  durante várias fases desse processo. Em especial, durante a aplicação do visto, é bem melhor ter mais do que menos. Preste atenção a todos os itens e verifique a coerência dos fatos.

 

 

A última dica é uma das mais valiosas: muitas pessoas utilizam ajuda profissional para facilitar o procedimento. Se tiver condições, essa opção é válida e muito recomendada! Porque, por mais fácil que pareça o processo, existe uma documentação e legislação por trás, que nem sempre é intuitiva. Garanta que tudo esteja em ordem para o seu visto específico e procure alguém confiável – e certificado pelo governo canadense – para traçar esse caminho com você.